Repositório Institucional UNIFRAN Dissertações Mestrado em Promoção de Saúde
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/1876
Tipo: Dissertação
Título: Efeito do Treinamento Aeróbio na Qualidade de Vida de Pacientes em Terapia Renal Substitutiva
Título(s) alternativo(s): Effect of Aerobic Training on Quality of Life of Patients on Renal Replacement Therapy
Autor(es): Oliveira, Adriana Nunes de
Primeiro Orientador: Pires, Regina Helena
Primeiro coorientador: Brunherotti, Marisa Afonso de Andrade
metadata.dc.contributor.referee1: Rossi, Renata Calciolari
metadata.dc.contributor.referee2: Santos, Daniel dos
Resumo: A doença renal crônica é definida como uma perda das funções renais de maneira lenta e irreversível. Pacientes em tratamento dialítico sofrem diversas alterações musculares e funcionais, que favorecem uma deficiência funcional e sedentarismo, tornando as atividades físicas limitadas. A reabilitação fisioterapêutica tem sido inserida nos centros de hemodiálise, a fim de proporcionar melhora de alguns parâmetros hemodinâmicos, implicando em melhora na qualidade de vida (QV). Dessa maneira, este estudo propõe avaliar o efeito do treinamento aeróbio durante a hemodiálise (HD) em pacientes com doença renal crônica (DRC), por meio das análises do índice de dor, de dosagens laboratoriais e da qualidade de vida antes e após o exercício. Trata-se de estudo transversal, prospectivo, quantitativo, o qual avaliou 16 pacientes portadores de DRC em tratamento de HD, com idade entre 18 a 65 anos. Foram coletados dados antropométricos, hemodinâmicos e laboratoriais ao se aplicar programa de treinamento aeróbio com um ciclo ergômetro mecânico portátil, durante duas sessões de HD aos quais os pacientes se submeteram durante um período total de 24 semanas. A escala de percepção do esforço de Borg foi utilizada para reportar o esforço durante o exercício e, o questionário de Dor Mc Gill (BR-MPQ), para avaliação da dor. Para a análise da QV, utilizou-se o instrumento SF-36 antes e após o exercício. A análise estatística dos dados foi realizada por meio de média e desvio-padrão. A distribuição dos dados foi comprovada pelo teste Shapiro-Wilk e, a comparação das médias durante o período de treinamento, foi realizada com a análise de variância de medidas repetidas para variáveis com distribuição normal e por meio do teste não paramétrico de Friedman para dados que não se distribuíram normalmente. Correlação de Pearson foi utilizada para avaliação da correlação entre os domínios avaliados pelo SF-36. Os resultados mostram que houve uma diferença significativa para a percepção subjetiva do esforço. Em relação à saturação de oxigênio, foi encontrada uma diferença significativa para a saturação inicial entre as sessões 9 a 16 (designadas como bloco 2) e as sessões 17 a 24 (bloco 3). Não foi evidenciado diferença significativa para nenhuma das outras variáveis hemodinâmicas e bioquímicas, determinadas ao longo do período de exercícios (pré, durante e pós treinamento). Nos domínios da QV estimados pelo SF-36, antes e após o treinamento, foi evidenciado diferença significativa após o treinamento nos parâmetros capacidade funcional, aspectos físicos, dor, aspectos sociais e aspectos emocionais. Com relação a dor, a maioria dos participantes, relatou não sentir dor durante a prática do exercício. O programa de treinamento aeróbio intradialítico pode proporcionar melhora da capacidade funcional e qualidade de vida dos pacientes renais crônicos. Dessa maneira, salienta-se que a assistência em saúde pode contribuir para melhorar a QV do paciente, provendo meios necessários para o enfrentamento das limitações e incapacidades provenientes da cronicidade dos problemas de saúde. Palavras-chave: Diálise Renal. Doença Renal. Exercício Físico.
Abstract: Chronic kidney disease is defined as a slow and irreversible loss of kidney function. Patients undergoing dialysis undergo various muscle and functional changes, which favor a functional deficiency and physical inactivity, making physical activities limited. Physiotherapy rehabilitation has been inserted in hemodialysis centers, in order to provide improvement in some hemodynamic parameters, implying an improvement in quality of life (QOL). Thus, this study proposes to evaluate the effect of aerobic training during hemodialysis (HD) in patients with chronic kidney disease (CKD), by analyzing the pain index, laboratory measurements and quality of life before and after exercise. . This is a cross-sectional, prospective, quantitative study, which evaluated 16 patients with CKD undergoing HD treatment, aged between 18 and 65 years. Anthropometric, hemodynamic and laboratory data were collected when applying an aerobic training program with a portable mechanical cycle ergometer, during two HD sessions that the patients underwent for a total period of 24 weeks. The Borg effort perception scale was used to report the effort during exercise and, the Pain Mc Gill questionnaire (BR-MPQ), for pain assessment. For the analysis of QOL, the SF-36 instrument was used before and after exercise. The statistical analysis of the data was performed using means and standard deviations. The data distribution was confirmed by the Shapiro-Wilk test and the comparison of the averages during the training period was performed with the analysis of variance of repeated measures for variables with normal distribution and by means of the Friedman non-parametric test for data that were not distributed normally. Pearson's correlation was used to assess the correlation between the domains assessed by the SF-36. The results show that there was a significant difference for the subjective perception of the effort. In relation to oxygen saturation, a significant difference was found for the initial saturation between sessions 9 to 16 (designated as block 2) and sessions 17 to 24 (block 3). There was no significant difference for any of the other hemodynamic and biochemical variables, determined over the exercise period (pre, during and post training). In the QOL domains estimated by the SF-36, before and after training, a significant difference was evidenced after training in the parameters functional capacity, physical aspects, pain, social aspects and emotional aspects. With regard to pain, most participants reported not feeling any pain during exercise. The intradialytic aerobic training program can improve the functional capacity and quality of life of chronic kidney patients. Thus, it is emphasized that health care can contribute to improving the patient's QOL, providing the necessary means to face the limitations and disabilities resulting from the chronicity of health problems. Keywords: Kidney disease. Physical exercise. Renal dialysis.
Palavras-chave: Promoção de saúde - Rins
Diálise renal
Exercício físico
Qualidade de vida
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade de Franca
Sigla da Instituição: UNIFRAN
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Mestrado em Promoção de Saúde
Citação: OLIVEIRA, Adriana Nunes de. Efeito do treinamento aeróbio na qualidade de vida de pacientes em terapia renal substitutiva. Franca, SP, 2020. 80 f. Dissertação (Mestrado em Promoção de Saúde) - Universidade de Franca. 2020.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/1876
Data do documento: 19-Dez-2020
Aparece nas coleções:Mestrado em Promoção de Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ADRIANA NUNES DE OLIVEIRA.pdf1.08 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.