Repositório Institucional POSITIVO Universidade Positivo Trabalho de Conclusão de Curso Fisioterapia
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/4648
Tipo: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Prevalência de queixas musculoesqueléticas em professores pós-trabalho remoto
Autor(es): Bergamin, Aline Carlesso dos Santos
Albuquerque, Bruna Carneiro
Guerra, Gabriely Rzeszutko
Primeiro Orientador: Cepeda, Christina P. Cruz
Resumo: Introdução: A queixa musculoesquelética é apontada em professores como um relevante problema de saúde. Com a pandemia do COVID-19 as pessoas e as empresas tiveram que se adaptar a essa nova realidade. Dessa forma, os indivíduos passaram a realizar suas atividades laborais de forma remota. Objetivo: Verificar a prevalência de queixas musculoesqueléticas em professores do ensino fundamental e médio pós-trabalho remoto. Método: Estudo transversal e descritivo, foi realizado aplicação de questionário on-line, por meio do aplicativo de gerenciamento de pesquisa Google Forms. Participaram 48 professores que atuaram na pandemia e pós-pandemia, sendo 81,3% (39) mulheres e 18,8% (9) homens, com idade entre 25 e 60 anos. O questionário foi composto por 24 questões que contemplaram perguntas sobre trabalho, presença de dor e percepção de qualidade de vida. Resultados: Dos 48 participantes, 70,8% (34) afirmaram que sentiam dores antes do trabalho remoto. A coluna lombar 20,8% (10) foi a de maior prevalência. Com o trabalho remoto houve aumento na dor em 56,3% (27) e 27,1% (13) começaram a sentir dor com o trabalho remoto, 45,8% (21) dos professores atribuíram a permanência na mesma posição como fator de aparecimento ou mudança da dor. Com o retorno ao trabalho presencial, 60,4% (29) relataram melhora da dor e 81,3% (39) dos participantes afirmaram que as dores influenciaram na sua qualidade de vida. Conclusão: Os resultados mostraram que há alta prevalência de dores musculoesqueléticas em professores, principalmente na região lombar e o trabalho remoto influenciou no aumento/surgimento da dor.
Abstract: Introduction: The musculoskeletal complaint is identified in teachers as a relevant health problem. With the COVID-19 pandemic, people and companies had to adapt to this new reality. In this way, individuals began to carry out their work activities remotely. Objective: To verify the prevalence of musculoskeletal complaints in primary and secondary school teachers after remote work. Method: Cross-sectional and descriptive study, an online questionnaire was applied through the Google Forms research management application. Participants were 48 teachers who worked in the pandemic and post-pandemic, 81.3% (39) women and 18.8% (9) men, aged between 25 and 60 years. The questionnaire consisted of 24 questions that included questions about work, presence of pain and perception of quality of life. Results: Of the 48 participants, 70.8% (34) stated that they felt pain before remote work. The lumbar spine 20.8% (10) was the most prevalent. With remote work, there was an increase in pain in 56.3% (27) and 27.1% (13) began to feel pain with remote work, 45.8% (21) of teachers attributed staying in the same position as a factor onset or change of pain. With the return to face-to-face work, 60.4% (29) reported pain improvement and 81.3% (39) of participants stated that pain influenced their quality of life. Conclusion: The results showed that there is a high prevalence of musculoskeletal pain in teachers, mainly in the lumbar region, and remote work influenced the increase/appearance of pain.
Palavras-chave: Fisioterapia
COVID-19
Trabalho remoto
Professores
Queixa musculoesquelética
Qualidade de vida
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Cruzeiro do Sul Educacional
Sigla da Instituição: Cruzeiro do Sul
Departamento: Universidade Positivo - UP
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/4648
Data do documento: 2022
Aparece nas coleções:Fisioterapia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC_Professores_Prof.Christina.pdfPrevalência de queixas musculoesqueléticas em professores pós-trabalho remoto554.04 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.